Como escolher peitorais de passeio para gatos?

Você sabia que os gatos também podem passear? Ao contrário do que muitas pessoas possam pensar, os felinos não precisam ficar só dentro de casa e, assim como os cachorros, eles também podem ser levados para dar uma voltinha por aí.

A grande questão é que os gatinhos costumam ser animais mais assustados e que se estressam mais facilmente. Por isso, o ideal é acostumá-los desde cedo a sair de casa e a se deparar com os barulhos de carros, outros animais e pessoas.

Mais do que para cachorros, a escolha do peitoral para gatos é extremamente importante. Justamente por serem mais assustados, é preciso que o acessório prenda bem o animal e ofereça segurança e conforto para ele. Além disso, o peitoral vai depender de outros fatores, como o peso, o tamanho e a força do felino.

A seguir, vamos ver mais detalhes sobre como escolher peitoral de passeio para gatos e o que você deve levar em consideração. Acompanhe!

Coleira para gatos: é bom usar?

Os gatos não gostam de mudanças e se incomodam facilmente. Por isso, em animais adultos, o peitoral pode parecer um mal negócio, se não for introduzida da maneira correta.

No entanto, não há problema nenhum em colocar umo peitoral nos gatinhos. Como estamos falando de levá-los para passear, esse acessório é ainda mais importante, pois ajuda na identificação do felino.

Vale destacar, porém, que muitos profissionais da veterinária não recomendam o uso de coleiras com guizo (sininho). Embora ajude a encontrar o animal, o barulho constante pode incomodar os gatos, que têm uma audição muito sensível, e até mesmo causar ansiedade.

Além disso, ao longo da sua evolução, os bichanos adquiriram hábitos para evitar predadores (como enterrar as necessidades e esconderem-se em lugares altos). Então, de certa forma, usar um guizo vai contra a natureza deles.

Pode passar com o gato no peitoral?

o peitoral é importante na hora do passeio, mas não deve ser o único acessório usado fora de casa. Como ressaltamos, gatos se assustam facilmente e podem querer fugir.

Nesse caso, o recomendado é o mesmo que para cachorros: usar uma peitoral e guia, que ajuda a evitar que o animal se machuque e dá mais firmeza para segurá-lo.

O importante é nunca forçar o bichinho a uma situação na qual ele não se sinta confortável. Se o gato ainda é filhote, esse é o momento ideal para acostumá-lo com o peitoral e com os passeios. Porém, se já for adulto e tiver um comportamento mais assustado, a melhor saída é evitar os passeios ou introduzi-los bem aos poucos.

Como acostumar o gato com o peitoral?

Mesmo filhote, o gato vai estranhar o peitoral em um primeiro momento, é normal. Porém, há certas dicas para tornar esse processo mais fácil. Antes mesmo de colocar o acessório no bichinho, é importante deixar que ele cheire o peitoral, se esfregue para deixar seu cheiro e se familiarize.

É recomendado colocar o peitoral aos poucos, deixando alguns minutos e retirando em seguida. Deixá-lo em um ambiente que ele frequente, naturalizando com a presença do acessório, também é uma boa ideia, por exemplo: vestir a peça em casa.

Com o passar dos dias, ele não se incomodará em usá-lo e você pode começar com alguns passeios na parte externa da sua residência ou na área comum do seu condomínio.

Como escolher coleira de passeio para gatos?

Agora que sabemos mais sobre o peitoral para gatos e como utilizá-lo para passear, vamos ver como escolhê-lo.

O primeiro passo é o tamanho. É preciso que o peitoral envolva o pescoço e tórax do animal sem sobras, mas também sem apertar. Para isso, o ideal é medir a circunferência com uma fita métrica, considerando a parte mais central.

Além do tamanho, o tutor deve pensar na proteção e no conforto. Como vimos, para passear, o recomendado é utilizar um peitoral. Já para ficar em casa ou servir apenas como identificação, umo peitoral tradicional é mais do que o suficiente.

O material e o tipo de fecho também devem influenciar na escolha. Ao escolher o peitoral de passeio é necessário se atentar a qualidade do material utilizado na fabricação da peça, quanto mais resistente for, melhor, como exemplo os peitorais fabricados em poliéster. O ideal é que eles tenham ajuste de tamanho, para melhor encaixe no pescoço e no tórax do felino. Por fim, que o peitoral tenha fechos resistentes e que não abram com facilidade, como os fechos com quatro pontos de segurança.

Por fim, como estamos falando de peitorais para passeio, é sempre bom contar com algum elemento de identificação, seja uma plaquinha ou soluções mais modernas, como GPS.

Esperamos que tenha ajudado você a entender como escolher peitoral de passeio para gatos. E se precisar de qualquer coisa para seu animalzinho de estimação, conte com a Bichinho Virtual e conheça nossa linha de peitorais!

Tudo o que você precisa saber sobre um novo cachorrinho em casa.

SAIBA MAIS
🙂 Por que não dar comida humana para seu pet
🙂 Como escovar os dentes do seu cachorro

🙂 Moda Praia Pet

Aproveite para nos acompanhar no facebook, no instagram e no pinterest.

Compartilhar:

Deixe uma resposta